Paralisação ocorreu durante recesso; servidores reivindicavam pagamento de abono

Servidores dos pronto-atendimentos encerram greve em Joinville

Depois de 23 dias em greve, os servidores da Saúde escalados para trabalhar no recesso de fim de ano da prefeitura de Joinville, no Norte catarinense, voltam ao trabalho nesta quarta-feira (3). Com isso, o atendimento dos pronto atendimentos deve ser normalizado.

Os servidores estavam escalados para trabalhar no recesso entre 17 de dezembro e 1º de janeiro. No entanto, trabalharam apenas em regime de emergenciais e de urgência, porque exigiam a volta de um abono que era pago até 2015 para quem trabalhava durante o feriadão.

Continua depois da publicidade



A greve foi deflagrada em 11 de dezembro. A decisão de voltar ao trabalho foi tomada em uma assembleia que ocorreu na manhã de terça-feira (2).

Segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Joinville e Região (Sinsej), cerca de 90% dos trabalhadores da área da saúde aderiu à greve.

O sindicato informou que os dias parados serão repostos. Ainda segundo o Sinsej, uma comissão será formada, entre servidores e prefeitura, para negociar condições de trabalho a partir de terça-feira (9).

O sindicato informou ainda que, entre as reinvindicações, está uma solução da prefeitura para a falta de segurança, materiais e profissionais nos PAs.

Fonte: G1

Gestor de SMS