Pesquisa feita na Suíça analisou as vulvas de 650 mulheres

Uma pesquisa feita por cientistas do Lucerne Cantonal Hospital, na Suíça, com 650 mulheres brancas entre 15 e 84 anos, chegou à conclusão de que não há um padrão de vagina. O estudo, segundo o jornal britânico Daily Mail, examinou as vulvas de todas essas mulheres.
Os pesquisadores mediram os lábios internos e externos, o clitóris, a abertura vaginal e o períneo. Houve tanta variação que a conclusão foi que não há um tamanho “médio” para a vulva.

O resultado aparece em meio a um boom na quantidade de labioplastias — cirurgias feitas na genitália feminina para, geralmente, reduzir o tamanho dos lábios. Em entrevista ao mesmo jornal, o ginecologista americano Kenneth Levey afirmou que o crescimento desse tipo de cirurgia pode ter consequências graves para as próximas gerações.

“A relação de uma mulher com a aparência e o tamanho de seus lábios vaginais é muito subjetiva. Não há como criar um padrão objetivo em torno dela”, disse.

Fonte: Cosmopolitan