Os cientistas conseguiram completar a reação química mais fria de todo o Universo, permitindo pela primeira vez observar a transformação das moléculas

CC0 / Pixabay

Um grupo de pesquisadores, liderado por Kang-Kuen Ni da Universidade de Harvard, conseguiu esfriar algumas moléculas até -273,15 graus Celsius, alcançando a temperatura mais baixa do Universo, aponta o estudo.

Com isso, o grupo não conseguiu apenas alcançar a reação química mais fria do Universo, como também puderam observar, pela primeira vez, o momento em que duas moléculas se encontram para formar duas novas moléculas.

Impressão artística da primeira molécula do universo, hidro-hélio, na nebulosa  NGC 7027
© FOTO/ NASA/SOFIA/L. PROUDFIT/D.RUTTERImpressão artística da primeira molécula do universo, hidro-hélio, na nebulosa NGC 7027

As reações químicas são a base de todos os processos, como respiração, digestão, produção de energia e artigos farmacêuticos.

Ou seja, entender o funcionamento dessas reações pode ajudar a criar combinações jamais vistas. De acordo com a revista Science Daily, as novas moléculas poderiam ter inúmeras aplicações, desde a produção de energia até a criação de novos materiais.

Fonte: Sputnik News