Esforça-se por poupar dinheiro mas não consegue reduzir as despesas mensais? Por vezes as dificuldades em poupar não se prendem com os baixos rendimentos mas sim com a forma como gere o orçamento familiar.

Embora nem sempre seja fácil deixar certos hábitos, a verdade é que as pessoas chegam a pagar centenas de euros por ano por serviços que não utilizam. Entender a diferença entre despesas supérfluas e imprescindíveis torna-se essencial. Tem dúvidas? Leia a lista e tire as suas próprias conclusões.

MENSALIDADE DO GINÁSIO
Se vai frequentemente ao ginásio pode saltar este elemento da lista. Mas a verdade é que são várias as pessoas que magam mensalidades elevadas de ginásios que não frequentam. Seja por falta de tempo ou motivação, se vai duas ou três vezes por mês ao ginásio opte por ptráricas de desporto alternativas. Se o finásio não o motiva experimente correr, fazer exercícios de peso corporar ao ar livre ou mesmo em casa. Pode também optar pelos sistemas em que só paga os dias que frequenta o ginásio, reduzindo a despesa anual em centenas de euros.

SERVIÇO DE TELEVISÃO
Se é daquelas pessoas que não tem tempo para ver televisão, talvez não tenha necessidade de subscrever um serviço com 200 canais. Aliás, pense um pouco e avalie quantos desses canais assiste na realidade. Pode optar por usufruir dos canais em sinal aberto ou serviços de streaming ou aluguer de filmes como é o caso do Netflix, poupando mensalidades elevadas que na realidade não rendem.

VESTUÁRIO E PRODUTOS DE MARCA
Se é uma pessoa que não dispensa comprar artigos de marca, talvez esteja na hora de avaliar quanto isso lhe está a custar por ano. Se quer poupar, opte por marcas mais económicas e verá que consegue artigos de qualidade semelhante por um preço muito menor. Nos artigos de supermercado por exemplo, existem marcas brancas que competem com as líderes de mercado sendo as únicas diferenças a aposta no marketing e no design das embalagens. Um custo que terá um impacto significativo no orçamento familiar.

AGÊNCIAS DE VIAGEM
Se quer fazer uma viagem, pode poupar centenas de euros se decidir organizá-la você mesmo. A agência de viagens é prática e cómoda mas traduz-se num gasto supérfluo especialmente se não vai sair do país. Use a internet, marque os hotéis ou excursões e compre você mesmo as passagens aéreas se for caso disso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.