Clodoaldo José de Siqueira havia sido preso em setembro de 2017, durante a Operação Sem Filtro, da Polícia Civil. Ele será monitorado por tornozeleira eletrônica

Organograma elabora pelos investigações aponta Clodoaldo José de Siqueira como líder da organização criminosa de falsificação de cigarros e lavagem de dinheiro; ele foi solto na segunda-feira (1º) após liminar da Justiça (Foto: RPC/Reprodução)

O pai do cantor sertanejo Rafael Francisco Frare de Siqueira, da dupla Fábio e Rafael, foi solto após uma decisão liminar da Justiça do Paraná, de acordo com a defesa. Clodoaldo José de Siqueira havia sido preso em setembro de 2017, durante a Operação Sem Filtro, que investiga um esquema de falsificação de cigarros e lavagem de dinheiro.

Segundo o advogado Claudio Dalledone Júnior, responsável pela defesa de Siqueira, ele deixou a Casa de Custódia de Londrina, onde estava detido, na madrugada de segunda-feira (1º).

Continua depois da publicidade



Na decisão que determinou a liberação, o juiz substituto de 2º Grau Benjamim Acácio de Moura e Costa estabelece algumas medidas cautelares, como o uso de tornozeleira eletrônica e a proibição de sair de casa no período da noite, das 19h às 6h, inclusive nos finais de semana e feriados.

O mérito ainda deve ser apreciado pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), mas ainda não há previsão para o julgamento.

Para soltar o acusado, o magistrado acolheu os argumentos da defesa, que afirmou que a denúncia já foi aceita pela Justiça, que determinou bloqueio de bens e valores. Além disso, o advogado afirmou que o réu é primário e possui emprego lícito e residência fixo.

“Não representa perigo algum na medida em que os bloqueios de contas e apreensões de maquinário e demais cautelares aplicadas, esvaziaram o perigo à ordem pública e à ordem econômica pois, com o desmantelamento do suposto “esquema” (através de bloqueio da movimentação financeira e apreensão de bens) a suposta associação criminosa não tem a possibilidade de continuar a prática das condutas relatadas na denúncia”, informa o despacho.

Operação Sem Filtro
Segundo as investigações do Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce), Clodoaldo José de Siqueira é o líder de uma organização criminosa que falsificava cigarros e usava uma empresa de produções artísticas, da qual é sócio, para lavar dinheiro. A empresa, que fica em Londrina, no norte do Paraná, agenciava a carreira do filho Rafael, da dupla Fábio e Rafael.

Rafael chegou a ser preso temporariamente e foi solto cinco dias depois.

O parceiro de Rafael na dupla, conforme a polícia, não tem nenhum envolvimento no esquema.

De acordo com a polícia, a organização tinha gráficas em São Paulo, onde eram confeccionados papéis e plásticos para a montagem dos maços de cigarro. Outras duas fábricas clandestinas, em Minas Gerais, falsificavam cigarros, na maioria de origem paraguaia, que eram distribuídos para todo o país.

Continua depois da publicidade



Uma das fábricas tinha capacidade para produzir até 100 mil maços de cigarro por ano, ainda segundo a polícia.

A Associação Brasileira de Combate à Falsificação calcula que o esquema movimentava cerca de R$ 30 milhões por mês. Segundo a Receita Federal, a sonegação de impostos chega a R$ 90 milhões.

Os crimes investigados na operação são organização criminosa, lavagem de dinheiro e crimes contra a saúde pública.

Fonte: RPC

Gestor de SMS