Dos 114,6 mil eleitores que estavam em débito com a Justiça Eleitoral, apenas 4,2 mil regularizaram situação

No Paraná, 114.625 eleitores estavam irregulares porque deixaram de votar em três eleições seguidas  — Foto: TSE

No Paraná, 114.625 eleitores estavam irregulares porque deixaram de votar em três eleições seguidas — Foto: TSE

Acaba nesta segunda-feira (6) o prazo para regularização dos títulos de eleitor das pessoas que não foram votar nas três últimos eleições e não justificaram ausência para a Justiça Eleitoral. No Paraná, mais de 110 mil eleitores ainda estão irregulares.

Os eleitores que estiverem em débito com a Justiça Eleitoral e não forem até o cartório eleitoral para regularizar a situação podem ter os títulos cancelados.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), 114,6 mil pessoas não votaram em três eleições seguidas – cada turno conta como uma eleição diferente – e nem justificaram a ausência no estado.

Deste total, apenas 4,2 mil tinham procurado um cartório eleitoral para regularizar a situação.

É possível conferir a situação do título de eleitor, e se é preciso regularizar a situação, no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O eleitor que estiver irregular deve comparecer a um cartório eleitoral com um documento oficial com foto e comprovante de residência. Segundo o TRE-PR, é recomendável levar o título de eleitor, também.

É preciso também pagar uma multa de R$ 3,50 por cada turno que deixei de votar.

Os eleitores que tiverem o título cancelado não podem, entre outras coisas, obter passaporte ou carteira de identidade, fazer declaração de imposto de renda ou se inscrever em concurso público.

O TSE vai informar os eleitores que terão os documentos cancelados no dia 24 de maio.

Fonte: G1

2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL