Motivo é o baixo nível do Lago de Itaipu, em consequência do longo período sem chuvas significativas, segundo o Corpo de Bombeiros

Prainha de Porto Mendes é interditada para banho, em Marechal Cândido Rondon — Foto: Reprodução/RPC

A prainha artificial de Porto Mendes, em Marechal Cândido Rondon, no oeste do Paraná, foi interditada nesta quinta-feira (28) para banho.

A determinação é do Corpo de Bombeiros, e o motivo é o baixo nível do Lago de Itaipu, em consequência do longo período sem chuvas significativas.

Segundo os bombeiros, após uma vistoria feita na prainha, foi constatado que a área de banho está estreita e com lama, com isso o banhista corre o risco de afundar no lodo ou cair em buracos muito profundos e perigosos.

As placas informando a interdição estão sendo instaladas, e a medida deve ser mantida até que o lago volte ao nível normal.

A área para camping e os passeios de barco estão liberados.

Os moradores de Marechal Cândido Rondon também enfrentam o rodízio no abastecimento de água, porque os níveis dos reservatórios estão muito baixos.

Fonte: G1