Paraná chegou a marca de 10 mortes causadas por dengue em 2019. A Secretaria de Estado da Saúde divulgou o boletim nesta terça-feira (7) que confirmou mais duas mortes causadas pela doença no estado. Uma vítima foi um homem de 84 anos em Cascavel e a outra foi uma mulher de 58 anos em Maringá, sendo são autóctones (contraíram na cidade onde as pessoas moravam).

Londrina é o município com maior número de óbitos pela doença neste ano (5), seguido por Cascavel (3) e Maringá (2).

Os dados desta semana mostram que são 5.938 casos confirmados de dengue no Paraná, contra 4.970 registrados na semana passada – um aumento de 968 casos.

Além disso, o número de municípios com maior incidência da doença também cresceu. Segundo os estudos, o número passou de 24 para 26: Japurá, Francisco Alves, Porto Rico, Leópolis, Uraí, Lupionópolis, Itambé, Loanda, Santa Mariana, Terra Roxa, Abatiá, Flórida, Missal, Nova Londrina, Alvorada do Sul, Moreira Sales, Rancho Alegre, Santo Antônio do Paraíso, Anahy, Cafeara, Arapuã, Andirá, Lindoeste, Bandeirantes, Paranacity e Nova Olímpia.

ALERTA E CAPACITAÇÃO

A doença, causada por vírus e transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, deixa o estado em alerta. Segundo Beto Preto, secretário estadual da Saúde, o agravamento da doença é preocupante.

“Precisamos do engajamento da população, que pode nos ajudar cuidando do ambiente de suas casas, evitando o lixo acumulado e os focos com água parada nos quintais”, disse.

A secretaria intensifica os trabalhos de prevenção à dengue percorrendo as Regionais de Saúde para a capacitação dos profissionais da área. O objetivo é rever o fluxo da doença para que o atendimento e o diagnóstico aconteçam rapidamente.

Nesta ação, já foram capacitados cerca de 2 mil profissionais de 11 Regionais de Saúde. O curso aconteceu em Irati nesta última segunda-feira (6) e ocorre em Paranavaí e Loanda nesta terça-feira (7). Na quinta e na sexta-feira (9 e 10), Telêmaco Borba recebe o programa.

Fonte: Paraná Portal

2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL