A McLaren apresentou esta quarta-feira o 600LT Spider, o quinto modelo da marca britânica com a designação "Longtail" e o terceiro a ser lançado dentro do programa económico "Track25"

Tal como já acontecia com a variante Coupé, este 600LT Spider é alimentado por um motor V8 biturbo de 3.8 litros que debita 600 cv de potência e 620 Nm de binário máximo. Estes números garantem acelerações dos 0 aos 100 km/h em apenas 2,9 segundos e chegam para alcançar os 324 km/h de velocidade máxima.

Este Spider perdeu o tejadilho mas mantém a mesma rigidez estrutural que o seu irmão Coupé, que só pesa menos 50 quilos que este 600LT Spider. O peso total é de 1.297 quilos, menos 100 quilos que o 570S Spider.

A capota pode ser operada em andamento até velocidades de 40 km/h, mas se quiser apreciar na plenitude a banda sonora que sai da dupla saída de escape nunca a vai querer fechar. Há ainda um deflector de vento operado electronicamente que permite que o ar passe por cima do habitáculo e não afecte os dois passageiros.

A imagem exterior fica marcada pelos vários apontamentos aerodinâmicos em fibra de carbono, com particular destaque para o enorme difusor traseiro e para a asa traseira fixa que gera 100 quilos de força descendente aos 250 km/h e ajuda a criar a silhueta “Longtail”.

O interior foi pensado para ser funcional mas está optimizado em função do peso. Para isso a marca voltou a recorrer à fibra de carbono para grande parte dos painéis do interior e equipou-o com os mesmos bancos desportivos em carbono que encontramos no McLaren P1. Se quiser ir mais longe nesta “guerra contra os quilos” pode sempre pedir os bancos opcionais do McLaren Senna, que estão incluídos no “MSO Clubsport Pack”, e ordenar que lhe removam os sistemas de climatização e de áudio.

O 600LT Spider já pode ser encomendado nos concessionários da marca britânica e a produção será limitada a apenas 12 meses de duração. O preço para o nosso país ainda não é conhecido.

Fonte: Aquela Maquina

Gestor de SMS