Luciano Marchioro, de 48 anos, morreu após ser picado por uma aranha-marrom em Pato Branco, no sudoeste do Paraná, na ultima quarta-feira (6)

A aranha marrom e a vítima, Luciano Marchioro (Foto: Arquivo Bem Paraná/Facebook)

Ele estava dormindo quando o incidente aconteceu.

Segundo parentes da vítima, ele chegou a perceber que foi picado pela aranha, mas achou que não precisava de atendimento médico. Depois de três dias, o veneno atingiu as pernas e também comprometeu o funcionamento dos rins da vítima. Ele foi encaminhado ao hospital em estado grave e ficou internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), mas não resistiu e morreu na quarta-feira (6).

As informações são do site Tem Londrina.

O filho de Luciani, Rodrigo Marchioro, falou sobre o caso, em entrevista para o Tem Londrina. “Acabou que a infecção acabou se espalhando, e nisso ele achando que era uma virose ou algo do tipo, ele foi deixando, deixando… e foi quando no último momento ele já estava com a perna inchada, e já tinha se espalhado, parado os rins. Ele tinha ficado mais ou menos três dias sem urinar, e não tinha mais escapatória”, contou Rodrigo.

Fonte: Bem Paraná

Gestor de SMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *