Uma mulher de 42 anos acordou do coma de um mês para amamentar uma filha em quarto de hospital de San Francisco (Córdoba, Argentina)

Maria Laura Ferreyra ficou em estado vegetativo após ter sido atacada por um assaltante quando estava pilotando a sua moto. A argentina cai do veículo e bateu a cabeça violentamente contra o asfalto.

Os médicos chegaram a dizer para familiares que a chance de sobrevivência era mínima e que deveriam começar a pensar na possibilidade de doação de órgãos. Martin Delgado, porém, não quis cogitar esse quadro.

Quinze dias depois, exames mostraram atividade neurológica, embora a paciente continuasse em coma.

O quadro mudou sensivelmente na semana passada, quando Maria Laura começou a movimentar os membros. O ápice se deu quando uma filha foi visitá-la. A menina se sentou ao lado da mãe na cama e começou a fazer sons que costuma fazer quando está com fome.

Automaticamente, Maria Laura abriu os olhos, levantou a bata e começou a amamentar a menina.

“Foi mágico, um momento único. Todos choramos. Ver o abraço delas e o instinto materno foi maravilhoso. Sou iluminado por testemunhar aquele momento”, comentou o marido à emissora de TV El Doce.

De acordo com os médicos, Maria Laura não tem consiciência do que a cerca e não responde a palavras. Entretanto, diz Martin, a amamentação prova que ela reconhece a filha.

“Ela a tocou da forma como tocava antes do ataque”, declarou ele.

A paciente teve alta do CTI e agora está em um quarto comum, de acordo com o jornal “El Periódico”.

A polícia ainda investiga o assalto.

Fonte: Extra