Rodovia liga os municípios de Alto Piquiri, no noroeste do Paraná, e Formosa do Oeste, na região oeste do estado. DER informou que empresa contratada para as obras foi notificada

Moradores taparam buracos da PR-681, em Alto Piquiri — Foto: Reprodução/RPC

Moradores se uniram para tapar buracos e fazer a manutenção da PR-681, que liga os municípios de Alto Piquiri, no noroeste do Paraná, e Formosa do Oeste, na região oeste.

Os próprios moradores levaram máquinas, caminhões e ferramentas para tentar consertar a pista, que, segundo eles, tem buracos que chegam a 18 centímetros de profundidade.

De acordo com as pessoas que realizaram o trabalho, há desníveis no acostamento que chegam a 30 centímetros. Os reparos começaram a ser feitos pelos moradores no sábado (23).

Os moradores afirmaram que fizeram os reparos porque a pista está em mau estado há meses, sem ação do poder público.

Em março, a rodovia foi fechada em um protesto em que motoristas da região pediam melhorias na pista.

Moradores dizem que os buracos da PR-681 chegam a 18 centímetros de profundidade — Foto: Reprodução/RPC
Moradores dizem que os buracos da PR-681 chegam a 18 centímetros de profundidade — Foto: Reprodução/RPC

A rodovia é estadual e é administrada pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR).

De acordo com o DER-PR, o trecho está contemplado em um lote de obras que prevê remendos e outros serviços, mas a empresa contratada não realizou os serviços e foi notificada para retomar os trabalhos.

O departamento informou que toma as medidas cabíveis para rescindir o contrato com a empreiteira.

Sobre a iniciativa dos moradores, o órgão afirmou que qualquer intervenção na pista deve ser feito pelo DER-PR ou alguma empresa contratada, que seguem critérios técnicos e de segurança previstos em regulamentos e legislação.

De acordo com o DER-PR, os serviços realizados sem autorização não passam por verificação técnica prévia ou por fiscalização durante e após a realização, “não sendo uma prática recomendada”.

Fonte: G1