Estrelas cadentes causadas por poeira do cometa Halley e lua azul estão entre os fenômenos para observar em breve

calendário do mês - maio 2019 (Foto: Gustavo Rojas)


As chuvas de meteoros ocorrem quando a Terra atravessa regiões onde há uma concentração maior de poeira cósmica, geralmente deixada por cometas ao executar suas longas órbitas ao redor do Sol. O cometa Halley, o mais famoso de todos, cuja última aparição se deu em 1986, já que só passa pela nossa região do Sistema Solar a cada 75 anos, é responsável por duas das principais chuvas de meteoros do ano: a dos Eta Aquarídeos, em maio, e a dos Orionídeos, em outubro.

Aproveite: para quem vive no Hemisfério Sul, os Eta Aquarídeos são uma das melhores chuvas do ano, enfeitando ainda mais o belo céu do outono.

Conheça abaixo os principais eventos astronômicos do calendário de maio de 2019:

Dia 06
Noite das estrelas cadentes
Na madrugada, acontece o pico dos meteoros Eta Aquarídeos. Olhe para o leste a partir das 2 h, na região entre as estrelas brilhantes Altair e Fomalhaut (observe a área assinalada em azul na carta celeste abaixo). Quanto mais escuro o local da observação, mais meteoros você verá.

Dia 18
Azul ou Cinza?
Já ouviu usarem o termo lua azul para designar a segunda lua cheia num mesmo mês, não é? Mas ele foi originalmente cunhado para a terceira numa estação com quatro delas. Confuso? O certo é que a Lua continuará cinzenta!

Dia 22 
Lua entre gigantes
A Lua visita a constelação de Sagitário e se posiciona entre os dois maiores planetas do Sistema Solar: Júpiter, o mais brilhante, e Saturno. Um par de binóculos é o ideal para observar essa bela configuração planetária.

Dia 29
O anão mais próximo
Em 2006, Ceres foi reclassificado como planeta anão, na reunião que “rebaixou” Plutão. No fim de maio, ele fica um pouco mais próximo de nós. Pode ser visto com telescópio na constelação de Escorpião, próximo à estrela Acrab.

Ficou curioso para saber mais sobre os meteoros Eta Aquarídeos? Veja na carta celeste abaixo como será a sua passagem:

Céu de maio - 2019 (Foto: Gustavo Rojas)

CÉU DE MAIO – 2019 (ILUSTRAÇÃO: ARTE GALILEU)

Onde?
A carta celeste acima mostra o céu na cidade de São Paulo às 4 horas do dia 6 de maio de 2019. Nela estão representadas as constelações, as estrelas até a quinta magnitude e os planetas visíveis.

Como?
Segure a carta na sua frente, levante a cabeça em direção ao céu e mova a imagem de modo que a direção indicada ao lado da borda da carta seja a mesma do ponto cardeal para o qual você está olhando.

Por quê?
A borda da carta representa o horizonte. O centro indica o zênite (ponto bem acima da sua cabeça). Logo, as estrelas entre o centro e a borda são as que você poderá ver no alto e à frente. Explore!

***

OS PLANETAS EM MAIO
Entenda como estarão os planetas neste mês

Mercúrio pode ser observado a leste a partir das 5h na constelação de Peixes durante a primeira semana de maio. Na segunda semana, cruza a fronteira com Áries, e na segunda metade do mês já fica próximo demais do Sol para ser avistado.

Vênus começa o mês visível a leste na constelação de Peixes a partir das 4h30, e com o passar do tempo vai ficando cada vez mais baixo no horizonte, ingressando em Áries no dia 17.

Marte permanece visível próximo ao horizonte oeste no começo da noite, na constelação de Touro, passando para Gêmeos na segunda quinzena do mês.

Júpiter, o maior dos planetas, continua brilhando na constelação do Serpentário, visível a partir das 20h.

Saturno, o planeta dos anéis, passa o mês em Sagitário. Pode ser observado a partir das 22h.

Urano, após passar por detrás do Sol, volta a ser observado no final da madrugada. Nas manhãs de 18 e 19 de maio, fica posicionado próximo a Vênus, uma boa oportunidade para tentar localizar seu pálido disco com binóculos ou telescópios.

Netuno está visível na constelação de Aquário a partir das 2h, próximo à fraca estrela Psi Aquarii.

Fonte: Galileu

2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL