Florianópolis sedia, a partir do dia 1º de fevereiro (quinta-feira), a 29ª edição do Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina, uma das principais competições náuticas do Brasil

Foto: Gabriel Heusi / Heusi Action / Heusi Action

O evento, que terá quatro dias de duração, está programado para acontece na raia de Jurerê, próximo à Sede Oceânica do Iate Clube de Santa Catarina.

– O primeiro aspecto que podemos destacar é a mudança nas classes Cruzeiro, Bico de Proa e Multicascos. Diferente das demais categorias, essas classes terão quatro dias com regatas de percurso, que é mais o perfil dessas embarcações. Isso vai propiciar que mais tripulações participem – disse o presidente da Comissão de Regatas, o árbitro Ricardo Navarro.

O presidente explicou que, a partir de 2018, o Circuito Oceânico terá duas comissões de regatas. Isso porque serão duas raias montadas, exceto no dia de uma regata longa para todas as classes.

Continua depois da publicidade



– Para as demais classes manteremos uma regata longa e cinco barla-sota, ou uma média no lugar de um barla-sota, dependendo das condições – destacou.

Desta maneira, as classes ORC, IRC, C30, HPE-25 e RGS terão regatas específicas, de acordo com suas características.

– As regatas de barla-sota terão dois tamanhos. Um barla-sota maior para as classes IRC, ORC e C30, e outro menor, dentro da grande, para as demais classes. Como não teremos as demais embarcações será possível fazer uma raia um pouco maior para os barcos que têm mais velocidade – completou.

Continua depois da publicidade



Atuais campeões do Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina:

C30 – Portobello
ORC – Pajero
IRC – Inae/Transbrasa
RGS Geral – Cherne
HPE-25 – Força 12
Cruzeiro – Carino

Fonte: Clicrbs

Gestor de SMS