A unidade hoteleira da cidade invicta, que investiu na beneficiação das habitações, reinventa a experiência de viajar através de histórias secretas que, até aqui, eram apenas conhecidas pelos habitantes da cidade

Presente na cidade invicta desde 1996, na praça da Batalha, o Mercure Porto Centro Hotel, propriedade de uma cadeia internacional, quis aproximar-se ao espírito nortenho e proporcionar experiências culturais de maior impacto aos seus visitantes. Para isso, este quatro estrelas com uma localização privilegiada, renovou todos os espaços com pormenores identificativos da alma portuense.

Quartos, suites, restaurante, lobby e espaços sociais, foram todos renovados de forma a que os seus hóspedes possam descobrir, in loco, as «local stories da cidade», como a unidade hoteleira, que pode ver nesta galeria de imagens, as batizou. «São sugestões que não constam nos guias turísticos convencionais, mas que proporcionam experiências inesquecíveis», explica o hotel em comunicado.

Continua depois da publicidade



A restruturação dos espaços foi inspirada nas tradições da própria cidade conciliadas com a modernidade, presente através das linhas arredondadas das obras da escultora Niki de Saint Phalle, que povoam alguns dos recantos do hotel. As melhores vistas e paisagens do Porto são também transportadas para as várias divisões do hotel, para que o hóspede se sinta permanentemente envolvido na cidade.

As andorinhas portuguesas e outros traços identitários portuenses

As andorinhas, «símbolo da invicta, da intensa sensação de refúgio e da hospitalidade», como os responsáveis pela unidade hoteleira as descrevem, encontram-se presentes em toda a renovação levada a cabo. Rui Cruz, diretor do hotel, diz ser «um orgulho fazer parte desta nova ambição da marca Mercure, que oferece ao viajante a oportunidade de viver uma experiência diferente em mais de 740 hotéis no mundo».

«A cidade do Porto, por toda a sua forte personalidade, não poderia ficar indiferente a esta mudança. Queremos que todos os nossos hóspedes se sintam parte da cultura e da cidade, que não se limitem aos trilhos turísticos previamente estabelecidos e que respirem a autenticidade dos traços identitários portuenses», defendeu o responsável, à margem de uma visita para jornalistas e bloguers.

As histórias e os segredos locais que os turistas podem descobrir

Continua depois da publicidade



Com o lançamento da campanha «Local stories», a marca hoteleira reforça a sua assinatura com hotéis inspirados nas localidades onde se inserem, apostando na divulgação de histórias e de segredos locais, muitos deles desconhecidos dos que não vivem naquela zona. Os viajantes, oriundos de outras regiões do país ou do estrangeiro, são convidados a descobrir as propostas secretas que só os locais conhecem.

«Um pormenor arquitetónico ou até a gastronomia, tudo permite descobrir o universo de uma vila, a sua história e os tesouros escondidos que constroem a identidade, o charme e a personalidade de um lugar. São sugestões que não constam nos guias turísticos convencionais, mas que proporcionam experiências inesquecíveis», assegura o hotel, que dispões de 145 quartos, um restaurante e quatro salas de reuniões, em comunicado.

No site do grupo hoteleiro, são revelados os segredos de centenas de destinos em todo o mundo. Em Portugal, as cidades de Lisboa, Porto,Vila Nova de Gaia, Braga, Figueira da Foz e Almada dão a conhecer os seus encantos menos conhecidos e algumas curiosidades únicas. Esta iniciativa é uma forma diferente de fazer os hóspedes submergir na cultura local.

Fonte: Eva Falcão