Dirigentes do clube pedem reversão dos pontos da derrota pelos argentinos por conta da presença de Gallardo nos vestiários; treinador estava suspenso

Romildo Bolzan Júnior vê falta de fair play do River Plate — Foto: Eduardo Moura / GloboEsporte.com

A partida entre Grêmio e River Plate terminou em 2 a 1 para os argentinos, mas parece estar longe do fim. Uma delegação do time gaúcho embarca no início da tarde desta quarta, em em voo fretado, para o Paraguai e irá apresentar uma denúncica contra o clube argentino na sede da Conmebol. Os dirigentes gremistas alegam interferência do técnico Marcelo Gallardo – que estava suspenso da partida – e esperam uma possível reversão de pontos do jogo.

A comitiva que viaja está tarde é formada pelo presidente do clube Romildo Bolzan Jr, o executivo André Zanotta, os advogados Nestor Hein e Leonardo Lamachia e o CEO Carlos Amodeo. A reunião com a Conmebol está marcada para às 16h desta quarta-feira.

– Nós vamos vamos dar uma chegada lá, protolocar o nosso recurso, fazer as diligências e conversas que tem que ser feitas. O regulamento é muito claro. Ontem (terça-feira) não tínhamos a clareza total, sabíamos que tinha uma ilicitude, mas não tinhamos toda a extensão da matéria. Mas hoje, desde cedo, estamos trabalhando esse assunto, fizemos uma reunião extraordinária do Conselho de Administração, fizemos uma avaliação jurídica e política dessa questão e estamos concluindo com os nossos advogados uma reclamação que vamos protocolar pessoalmente na Conmebol – disse Romildo em entrevista à Rádio Gaúcha.

Embora os regulamentos da Libertadores e disciplinar da Conmebol não sejam claros em relação a possíveis punições a treinadores que desrespeitarem punições (leia abaixo), o Grêmio acredita que se aplica as mesmas regras válidas para os jogadores. Por isso, confia na reversão dos pontos do jogo que decretou a eliminação do time na Libertadores.

– Chegamos à conclusão que há uma equiparação completa dos efeitos (do regulamento) tanto para o treinador quanto para os jogadores de futebol que estão irregulares. No caso, estava irregular o treinador do River Plate, que não poderia ter nenhuma interferência na partida, seja indireta, seja direita. O que aconteceu é que o treinador não apenas se comunicou, mas esteve presente no vestiário e as suas ações tiveram interferência direta na partida – completou o mandatário.

Romildo citou a punição a Santos e Chapecoense como casos semelhantes. Punido pela escalação irregular de Carlos Sánchez no jogo de ida das oitavas de final contra o Independiente, o clube paulista foi declarado perdedor por 3 a 0 do jogo de ida, que havia terminado empatado em 0 a 0. A equipe catarinense também perdeu os pontos, e foi declarada derrotada pelo mesmo placar, de um jogo contra o Lanús que havia vencido por 2 a 1 pela escalação irregular de Luiz Otávio.

Gallardo foi punido pela Conmebol na segunda-feira, véspera do confronto com o Grêmio, por ter retardado o retorno da equipe argentina no intervaldo do jogo de ida, no Monumental de Núñez. O treinador esteve presente na Arena durante o primeiro tempo, em um espaço reservado do estádio. Mas foi flagrado pelas câmeras de TV se comunicando por rádio com seu auxiliar, Matias Biscay. No intervalo, foi visto entrando no vestiário para falar com seus jogadores. Após a partida, ainda deu entrevista admitindo a infração.

O que dizem os regulamentos
Regulamento da Libertadores
Artigo 115

Ao término do jogo, haverá coletiva de imprensa dos dois times com a maior brevidade possível em relação ao final da partida, que obrigatoriamente contará com a presença do treinador da equipe e um jogador que disputou a partida (que tenha jogado). A ordem das coletivas de imprensa, normalmente será a seguinte:

1º time: time visitante

2º time: time local

§1º – Os jogadores e oficiais expulsos durante a partida ou suspensos, não poderão participar da coletiva de imprensa. No caso do treinador ter sido expulso ou estar suspenso, deverá comparecer à coletiva de imprensa o assistente técnico.

§2º – O descumprimento do presente artigo constitui infração disciplinar encontrando-se facultados os órgãos disciplinares da CONMEBOL a impor as sanções que em conformidade com o Regulamento Disciplinar da CONMEBOL possam corresponder.

Artigo 116

Não é permitida a utilização de nenhum equipamento e/ou sistema de comunicação entre jogadores e/ou comissão técnica durante o jogo.

Regulamento Disciplinar da Conmebol
Artigo 19 – Determinação do resultado de uma partida por responsabilidade ou negligência de uma das equipes

1. Sem prejuízo de outras sanções que possam ser impostas, qualquer equipe por cuja responsabilidade se determine o resultado de uma partida, será considerada como perdedora desse jogo por 3-0. Se o resultado real for menos favorável para o clube ou associação responsável, esse resultado será mantido.

2. Quando as partidas são disputadas de acordo com o sistema de copa (eliminatórias), os gols em campo contrário concedidos na aplicação do parágrafo 1 deste artigo não contarão em dobro.

3. No caso de escalação indevida de um jogador será aplicado o disposto nos parágrafos 1 e 2 do presente artigo unicamente se a equipe contrária interpuser uma reclamação oficial no prazo de vinte e quatro (24) horas uma vez finalizado o jogo, salvo que aquela tenha sido produzida porque o jogador em questão descumpriu uma sanção disciplinar regulamentar, decisão ou ordem dos órgãos judiciais. Neste caso, a Unidade Disciplinar iniciará o procedimento de ofício.

Artigo 56 – Motivos para reclamar contra o resultado de uma partida

1. São motivos para reclamar contra o resultado de uma partida:

a) Escalação indevida.

b) Uma decisão de um oficial de jogo que tenha influenciado no resultado do jogo exclusivamente em supostos de corrupção arbitral.

c) Qualquer outro incidente grave, estabelecido pelo presente Regulamento, que tenha tido influência no resultado da partida.

Artigo 76 – execução ordinária de suspensões

1. O diretor esportivo/técnico, qualquer membro do corpo técnico ou demais oficiais sancionados com a suspensão de suas funções, poderão presenciar partida(s) na(s) qua(is) esteja vigente sua suspensão unicamente das arquibancadas. Não poderá acessar o vestiário, túnel, banco de reservas ou área técnica antes nem durante a partida, nem poderá por nenhum meio comunicar-se com sua equipe.

Fonte: G1

1-1 PG ELETRIBEL
2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional