Vanessa do Prado morreu no início de março após ser atingida por um veículo na contramão. Ela deixou três filhos que, atualmente, moram com os pais.

Vanessa do Prado Alves Machado morreu no dia 6 de março, em Arapongas — Foto: Reprodução/RPC

Vanessa do Prado Alves Machado morreu no dia 6 de março, em Arapongas — Foto: Reprodução/RPC

Os advogados dos três filhos da mulher que morreu após ser atropelada em Arapongas, no norte do Paraná, entraram com uma ação por danos morais no valor total de R$ 1.110.568 contra o acusado do crime.

Vanessa do Prado, de 33 anos, foi atropelada na madrugada do dia 3 de março por um carro que estava na contramão. Ela, o namorado e um amigo saiam da igreja quando ela foi atingida pelo veículo. Vanessa foi socorrida, mas morreu três dias depois no hospital.

No dia 8 de março, Rodrigo Batistoni, de 19 anos, foi preso pela Guarda Municipal e, em depoimento à Polícia Civil, disse que não parou o veículo para prestar socorro à vítima porque estava em pânico.

Onze dias depois de ser preso, Batistoni foi denunciado por homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco de matar, omissão de socorro e fraude processual – ele tentou consertar o carro usado no dia do acidente.

Com a morte de Vanessa, a guarda dos três filhos, dois meninos de 7 e 12 anos, e uma adolescente de 16 anos, passaram para os pais e, atualmente, estão morando com eles.

Na ação, os advogados afirmam que, embora os filhos sejam de pais diferentes, todos estavam sob a guarda da mãe que era responsável pela assistência financeira e afetiva. Com a morte, as guardas passaram para os pais que não têm condições financeiras e estão tendo dificuldades para sustentar os filhos.

“A vida dos menores, que tinham estabilidade financeira, emocional, hoje está totalmente modificada, sofrendo e muito com tantas mudanças e passando dificuldades financeiras além de todo o sofrimento e tristeza pela perda da mãe”, diz um trecho da ação.

No pedido encaminhado à Justiça, os advogados pedem que Rodrigo Batistoni seja obrigado a pagar R$ 499 para cada menor para o provimento de alimentos provisórios, pague indenização de R$ 300 mil para cada filho de Vanessa por danos morais e pague uma pensão para os três até eles completarem 24 anos, o que dá um total de R$210.568,00.

Somando os três pedidos, o valor total da ação é de R$ 1.110.568.

A família de Rodrigo Batistoni ainda não foi intimada dessa ação.

Fonte: G1

1-5 PG - Salão do Automóvel
2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL