dólar teve o terceiro dia seguido de queda, acumulando desvalorização de 2,4% na semana. Foi a maior perda desde o final de janeiro, quando recuou 2,8%. O enfraquecimento da moeda americana no exterior e a perspectiva de entrada expressiva de recursos no Brasil o fizeram baixar do nível de R$ 4,15, na segunda-feira (30), para R$ 4,05 nesta sexta (4). No mercado à vista, fechou em R$ 4,0563 (-0,80%), o menor nível desde 21 de agosto.

Após meses de perdas de recursos externos, os bancos de investimento trabalham com a possibilidade de entrada expressiva de capital este mês, com ofertas de ações, e em novembro, com o leilão da cessão onerosa.

Na semana que vem, um evento que tem o potencial para provocar novas quedas do dólar é a reunião bilateral entre China e Estados Unidos em Washington, dias 10 e 11, para discutir um acordo comercial.

Fonte: Jovem Pan

Gestor de SMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *