A decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) em anular a validade das prisões em segunda instância já movimentou a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Ricardo Stuckert

Os advogados emitiram nota nesta quinta-feira (7), com anúncio de que irão se encontrar com Lula nesta sexta-feira (8), na Superintendência Regional da Polícia Federal, em Curitiba.

O documento assinado pelos advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Martins aponta que a decisão do STF reforça que a prisão de Lula foi injusta e incompatível com a Constituição.

Zanin e Martins ainda afirmam que após o encontro com Lula, irão levar um pedido para que haja a imediata soltura do ex-presidente. Além disso, os advogados querem a nulidade de todo o processo por irregularidades no processo e também pela suspeição do atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e dos procuradores da Lava Jato.

Por fim, o documento reafirma que Lula não cometeu qualquer ato ilício e que é vitima de “lawfare”, prática que consiste no uso de mecanismos jurídicos ao invés de um conflito armado para causar dano a um adversário político.

Fonte: Paraná Portal

Gestor de SMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *