Americana mostra superioridade no jogo de chão e encaixa um mata-leão no fim do primeiro round, não dando chances à brasileira e se recuperando da derrota para Carla Esparza

Cynthia Calvillo finalizou Poliana Botelho no primeiro round no UFC Buenos Aires — Foto: Getty Images

Na única luta feminina do UFC Buenos Aires, a peso-palha brasileira Poliana Botelho abriu o card principal do evento diante da americana Cynthia Calvillo. Com uma atuação segura e consistente, Calvillo demonstrou superioridade no jogo de chão e finalizou a brasileira aos 4m48s do primeiro round com um mata-leão. A americana recuperou-se da derrota para Carla Esparza na sua última luta – a sua única em nove lutas como profissional. Já Poliana Botelho sofreu sua primeira derrota no UFC, e a segunda em nove lutas na carreira.

O tatame é o oceano e eu sou o tubarão. As minhas adversárias não têm chance contra mim no chão. Dedico essa vitória ao meu avô, que faleceu este ano. Te amo, vovô! – disse Calvillo, emocionada, após a vitória.

A luta começou com as duas lutadoras trocando chutes. Calvillo travou sua perna na quarta vez em que a brasileira chutou e a derrubou, mas Poliana levantou-se imediatamente. A americana entrava e saía do raio de ação da brasileira, buscando conectar seus golpes e afastar-se para evitar a sua maior envergadura. A dois minutos do intervalo, a americana conseguiu derrubar Poliana, caindo com a guarda passada e passando a usar os cotovelos de cima para baixo. Após alguns instantes, Calvillo acertou seu posicionamento e encaixou um mata-leão muito justo, que obrigou a brasileira a bater, desistindo do combate.

Marlon Vera impõe maior categoria e finaliza Guido Cannetti

Segundo argentino a se apresentar neste sábado no UFC Buenos Aires, o peso-galo Guido Cannetti entrou no octógono energizado pela torcida, que gritava seu nome a todo momento. Mas a maior categoria de Marlon Vera foi determinante para conseguir a vitória por finalização, com um mata-leão, a 1m31s do segundo round. Vera chegou a 12 vitórias em 18 lutas, enquanto Cannetti sofreu sua quarta derrota em 12 lutas na carreira.

Marlon Vera finalizou Guido Cannetti no segundo round no UFC Buenos Aires — Foto: Getty Images

A luta começou com os dois lutadores buscando o clinche no meio do octógono, trocando joelhadas. Cannetti puxou Vera para o chão, mas caiu por baixo. O equatoriano tentou manter o combate no solo, mas Cannetti levantou-se e passou a encaixar bons golpes na cabeça de Vera junto à grade. Após alguns golpes trocados, o argentino mais uma vez levou a luta para o chão, desta vez ficando por cima. Vera ensaiou uma chave de braço, mas Cannetti levantou-se e passou a chutar as pernas do rival, que permanecia no chão.

O segundo round começou com Marlon Vera partindo para cima de Guido Cannetti acertando uma violenta joelhada voadora no rosto do argentino. O equatoriano aproveitou que o rival sentiu o impacto do golpe para continuar a acertá-lo junto à grade. O argentino caiu e começou a receber golpes até dar as costas e favorecer o plano do equatoriano, que apenas encaixou o mata-leão, finalizando a luta.

Confira as demais lutas do UFC Buenos Aires:

CARD PRINCIPAL

Santiago Ponzinibbio venceu Neil Magny por nocaute a 2m36s do R4
Ricardo Lamas venceu Darren Elkins por nocaute técnico aos 4m09s do R3
Johnny Walker venceu Khalil Rountree por nocaute a 1m57s do R1
Ian Heinisch venceu Cezar Mutante por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)
Marlon Vera venceu Guido Cannetti por finalização a 1m31s do R2
Cynthia Calvillo venceu Poliana Botelho por finalização aos 4m48s do R1

CARD PRELIMINAR

Michel Trator venceu Bartosz Fabinski por finalização a 1m02s do R1
Alexandre Pantoja venceu Ulka Sasaki por finalização aos 2m18s do R1
Austin Arnett venceu Humberto Bandenay por decisão unânime (29-28, 29-27 e 29-27)
Laureano Staropoli venceu Hector Aldana por decisão unânime (triplo 30-27)
Jesús Pinedo venceu Devin Powell por decisão unânime (29-28, 30-27 e 30-27)
Nad Narimani venceu Anderson Berinja por decisão unânime (triplo 30-27)

Fonte: G1

2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL