Loki Sharp, de 1 ano e 10 meses, já havia saído da casa em chamas com a família, mas voltou para salvar o cãozinho. Ambos morreram no incêndio, no último sábado (30), no Arkansas

Loki Sharp, de 1 ano e 10 meses, morreu ao tentar salvar seu cãozinho do incêndio no último sábado (30), no Arkansas. — Foto: Reprodução/Facebook KD Sharp

Um menino de 1 ano e 10 meses morreu, no estado americano do Arkansas, depois de tentar resgatar seu cachorro de um incêndio na própria casa, no último sábado (30). Loki Sharp já havia saído da casa com a família quando voltou para salvar o cãozinho, de 6 meses, que também morreu.

Os pais de Loki – Deshay Wilson e Kurtis Sharp – disseram, em entrevista ao canal de televisão “5 News Online”, afiliado à CBS, que o filho era corajoso, feliz, e amava se divertir. Ele faria 2 anos no dia 3 de janeiro.

“Eu ficava com ele todos os dias”, relatou a mãe de Loki, Deshay. Ela lembrou da última coisa que eles fizeram juntos antes de o menino morrer. “Brincamos com galinhas, juntamos folhas. Ele estava aprendendo a falar”.

“Valorize seus filhos, você nunca sabe quando eles vão embora”, disse a mãe.

Loki com o pai e a mãe, Kurtis Sharp e Deshay Wilson. — Foto: Reprodução/Facebook KD Sharp
Loki com o pai e a mãe, Kurtis Sharp e Deshay Wilson. — Foto: Reprodução/Facebook KD Sharp

Os dois acreditam que, em meio ao caos de tentar apagar o fogo e pedir ajuda, Loki tenha voltado correndo para dentro da casa para tentar salvar o filhote. A família morava em Gentry, a cerca de 350km da capital do Arkansas, Little Rock.

“Tem marcas no carpete do lugar onde ela deitou ao lado dele, para tentar salvá-lo do fogo”, contou Deshay ao 5 News. “Eles basicamente tentaram salvar um ao outro”.

Loki Sharp, de 1 ano e 10 meses, tentou salvar seu cãozinho das chamas na própria casa, em Gentry, no Arkansas — Foto: G1
Loki Sharp, de 1 ano e 10 meses, tentou salvar seu cãozinho das chamas na própria casa, em Gentry, no Arkansas — Foto: G1

Loki tinha oito irmãos. “Está sendo um momento muito difícil para eles, eles estão se culpando muito”, relatou Deshay. “Não têm ido à escola. A irmã mais nova dele não tem nem um ano de idade ainda, e não consegue nem dormir mais a noite toda. Ela acorda tendo pesadelos, gritando e chorando pelo irmão”.

A família perdeu todos os pertences no incêndio – só a estrutura externa da casa ficou de pé. Os pais de Loki dizem que não querem mais voltar para lá, porque não conseguem olhar para o lugar sem chorar. “Eu quero queimá-la até o chão, sinceramente”, disse Deshay.

A causa do incêndio ainda está sendo investigada, mas a família disse ao 5 News que foi provocado por uma falha elétrica.

Fonte: G1