Com exceção da Premier League, grandes torneios não terão ampla cobertura

A temporada 2018/2019 do futebol europeu estará mais distante do público brasileiro. E essa deverá ser a primeira vez em muitos anos em que os torcedores terão limitações no acesso; nas últimas décadas, as principais ligas viveram uma escalada de popularização no país graças à ampla cobertura realizada na televisão aberta e nas emissoras esportivas pagas.

O maior símbolo deste momento é o Campeonato Italiano, que ficará restrito à transmissão via internet, com uma mensalidade de R$ 35. Os brasileiros interessados em assistir a jogos do torneio ainda terão que acompanhar as partidas com uma exibição internacional, com narração em inglês.

A Liga Italiana foi justamente a responsável por popularizar o futebol europeu no Brasil. Na década de 1980, quando o campeonato reunia os principais astros do esporte, o torneio ganhou transmissão da Globo e, posteriormente, da Bandeirantes. Nos últimos anos, já em período de decadência do futebol na Itália, as partidas foram exibidas na televisão paga, pela ESPN e pelo Fox Sports.

Mas o torneio italiano não é o único. O mais importante deles, a Liga dos Campeões, também terá restrições de acesso, em comparação ao que ocorreu nas últimas décadas. A Globo exibiu as finais da principal competição europeia entre as décadas de 1980 e 1990. Depois, o torneio passou por Manchete, RedeTV!, Band e Record até voltar em peso à emissora carioca, em uma crescente de jogos exibidos.

Nos últimos dez anos, a disputa da Uefa ganhou espaço na programação da Globo graças às altas audiências. Nesta temporada, no entanto, pela primeira vez em décadas, a Liga dos Campeões estará fora da televisão aberta. De forma gratuita, o brasileiro terá que recorrer ao Facebook para assistir ao torneio.

O pior caso está no Campeonato Francês. O torneio conta com o maior astro do futebol brasileiro do momento, Neymar, mas não há como acompanhar a disputa no país. Após ser exibido no SporTV e na ESPN, a BeIN, responsável pelos direitos da disputa, não conseguiu emplacar um contrato de três anos em uma emissora brasileira. A Ligue 1, uma das cinco maiores da Europa, não estará no Brasil.

Nesta temporada europeia, a grande exceção será o Campeonato Inglês, a Premier League. Após acordo com a ESPN, a RedeTV! ganhou o direito de exibir um jogo semanalmente, o que colocou o torneio em rede aberta no Brasil. Neste sábado (18), por exemplo, o canal exibiu o clássico londrino entre Chelsea e Arsenal.

Fonte: Maquinas do esporte

2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional
1-1 PG ELETRIBEL