Criança está hospitalizada desde 25 de setembro e deve ter alta médica nesta terça-feira (10), em Ponta Grossa

Hospital da Criança João Vargas de Oliveira, em Ponta Grossa, onde bebê está internada (Foto: Paulo Martins/RPC)

A bebê de quatro meses internada sob suspeita de abuso sexual no Hospital da Criança João Vargas de Oliveira, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, deve receber alta nesta terça-feira (10). A informação foi confirmada pela prefeitura, que administra o hospital.
A previsão é a de que a menina deixe o hospital durante a tarde. Ainda segundo a administração pública, a criança deve ser levada para um abrigo.
A bebê foi internada no dia 25 de setembro. Os exames feitos nela apontaram tricomoníase, uma infecção sexualmente transmissível. Também foi encontrado sêmen na vagina dela.
Por enquanto, três pessoas são suspeitas do abuso sexual contra a menina: o irmão dela, de 13 anos; o pai dela, de 42 anos; e o pai de uma irmã dela.



A delegada do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), Ana Paula Cunha Carvalho, que investiga o caso, informou que os três foram ouvidos e que o sêmen de todos foi coletado e levado para análise no Instituto Médico-Legal (IML) para análise.
A delegada informou que, agora, só vai se pronunciar sobre o caso depois que o resultado dos exames sair.
O abuso sexual foi descoberto porque a mãe da menina, de 29 anos, compareceu à delegacia por outros motivos e acabou mostrando à polícia uma foto da região íntima da filha, que apresentava uma secreção incomum.
Foi, então, que criança foi levada para o hospital pela polícia. A mãe foi presa porque havia um mandado de prisão em aberto contra ela por roubo.
De acordo com o Hospital da Criança João Vargas de Oliveira, a bebê respondeu bem ao tratamento e a alta hospital dependia apenas da decisão da Justiça sobre a guarda.

Fonte: G1