Rainha do Soul faleceu ontem, dia 16, aos 76 anos

Em participação no programa The Tonight Show Starring Jimmy Fallon, Ariana Grande fez um tributo a Aretha Franklin com a performance de “Natural Woman”, famosa na voz da Rainha do Soul. Veja acima.

Aretha Franklin morreu ontem, dia 16, aos 76 anos. A cantora de 76 anos foi diagnosticada com câncer em 2010 e sofria complicações em seu estado de saúde, que levaram ao anúncio de sua aposentadoria em 2017.

Aretha Franklin: os marcos na carreira da Rainha do Soul

O mundo perdeu hoje uma das maiores vozes da música, com a morte de Aretha Franklin, a Rainha do Soul. Um ícone não apenas para a indústria musical, Aretha deixou um legado inestimável, representado por diversos marcos na carreira.

Em luto e celebração de Aretha Franklin, relembramos algumas de suas conquistas para celebrar sua relevância e significado na música.
O título de Rainha do Soul não veio por pouco. Aretha Franklin lançou músicas que se tornaram lendárias, e é lembrada por performances icônicas de “Respect”, “(You Make Me Feel Like) A Natural Woman”, “Think”, e mais. O seu catálogo de canções que foram às paradas tornaram de Aretha uma das mulheres mais bem sucedidas na Billboard. A cantora começou a carreira no gospel, mas seu primeiro single que chegou às paradas foi “Won’t Be Long”, de seu primeiro álbum secular, e o segundo álbum de sua carreira, Aretha: With The Ray Bryant Combo.

A voz de Aretha Franklin era tão única e marcante que chegou a ser considerada um recurso natural oficial de Michigan pelo governo do estado em 1985. Além disso, ela encabeça a lista de maiores cantores de todos os tempos da Rolling Stone. Na matéria, a revista escreve: “Quando se fala sobre se expressar através da música, ninguém chega perto de Aretha. Ela é a razão pela qual mulheres querem cantar”.

Por sua relevância, Aretha Franklin foi introduzida ao Rock and Roll Hall of Fame em 1987, se tornando a primeira mulher na história a entrar no Hall. Introduzida por Keith Richards, Franklin não estava presente na cerimônia, mas aceitou o prêmio através de seu irmão Cecil Franklin, que disse: “Muitos prêmios e tributos foram feitos e dados, e certamente apreciamos todos. Apesar disso, sentimos que esta é a maior noite na carreira de Aretha Franklin porque, hoje, Aretha foi escrita na história”.

Aretha Franklin se tornou um símbolo do feminismo, principalmente através do hino que “Respect” se tornou. A faixa, que originalmente foi lançada por Otis Redding e significava um canto de um marido esforçado para sua esposa, se transformou completamente na voz de Aretha, que trouxe suas irmãs para os backing vocals, e criou uma música que se desenvolveu para um ode aos direitos da mulher.

Aretha Franklin definiu um estilo único, marcado pela performance vocal poderosa, que veio do canto gospel, com uma presença de palco distinta do R&B. Associada ao estilo de Ray Charles, Aretha elevou a performance a uma linguagem sua, que transmitia empoderamento negro e feminino, ainda mais em uma época em que o movimento por direitos civis nos EUA dava seus primeiros passos.

A importância de Aretha Franklin já foi simbolizada em diversos atos, e um dos mais notáveis é a sua escolha para cantar em inaugurações presidencias. Aretha marcou as cerimônias de Jimmy Carter, Bill Clinton e Barack Obama, em 2009, quando cantou “My Country ‘Tis of Thee” e emocionou mais de um milhão de pessoas presentes (veja aqui). Franklin também marcou manchetes quando fez uma performance de “(You Make Me Feel Like) A Natural Woman”, no Kennedy Center Honors, que fez Obama chorar .

Aretha Franklin é uma das maiores vencedoras de Grammy de todos os tempos. Tendo ganho os seus dois primeiros em 1967, por “Respect”. Mas o seu sucesso não é medido apenas em honrarias; a cantora é uma das mais bem sucedidas comercialmente da história, com 75 milhões de álbuns vendidos até hoje.

Fonte:Omelete