O Coritiba deu adeus ao sonho do acesso na Série B do Campeonato Brasileiro ao perder por goleada, por 5 a 2, para o São Bento, em Sorocaba, caindo para a 12ª posição na classificação

Atacante marcou dois gols na partida em Sorocaba (Divulgação/CFC)

O atacante Alecsandro, autor dos dois gols alviverdes, acredita que já era esperado um jogo aberto, com muitos gols e times buscando o resultado, mas o Coxa errou demais, principalmente após o intervalo.

“A gente sabia que seria um jogo difícil, onde as duas equipes precisavam da vitória. No primeiro tempo conseguimos controlar, mesmo tomando os dois gols. Ia ser um jogo aberto. Mas, no final, as mudanças, com entrosamento diferente, pecamos nisso”, analisou o jogador, que garante não estar criticando os jovens atletas escolhidos pelo técnico para entrarem no segundo tempo. “Não dá para crucificar ninguém. Todo mundo lutando até o fim”, acrescentou.

O atacante coxa-branca pediu ao time que não se entregue nas rodadas finais, mesmo sem chances de chegar ao G4, em nome da honra do grupo e do clube. “O time deles jogou um pouco melhor e nós, se tivéssemos uma pouco de tranquilidade… E ainda tivemos azar em alguns gols. Agora e ter hombridade, honra, e nesses três jogos tentar trazer de volta o que o Argel trouxe para nós. Garra, determinação, honra a camisa do Coritiba”, avaliou.

Alecsandro, entretanto, admite que é difícil pedir qualquer coisa e o momento é embaraçoso. “Estamos numa posição ruim, a gente lamenta, e tudo que a gente fale é sem moral nenhuma depois de um jogo de cinco gols, mas tem que levantar a cabeça e ter vergonha na cara. Mas, me sinto envergonhado. Não é isso que quero para a torcida, para o Coritiba e para minha família”, concluiu.

Fonte: Gazeta Esportiva

1-1 PG ELETRIBEL
2-2 PG - Infotech
3-2 PG - Espaço Regional