Governador deverá receber 80 líderes religiosos em jantar no Palácio dos Bandeirantes

© Adriano Machado/Reuters

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), deverá ter agenda cheia com evangélicos nos próximos meses. O objetivo é ganhar parte de um nicho identificado com o também presidenciável Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, aliados do paulista querem organizar um jantar na ala residencial do Palácio dos Bandeirantes, na Zona Sul da capital, com aproximadamente 80 líderes de igrejas pentecostais e neopentecostais.

Continua depois da publicidade



Alckmin também deve assistir a cultos da Assembleia de Deus Paulistana, da Fonte da Vida e da Igreja Mundial do Poder de Deus. Há, ainda, grande possibilidade de o tucano inserir visitas a igrejas ao longo de sua campanha pelo país.

Fonte: O Estadão