Setor do partido pede também que sigla defenda a tese de que ex-presidente e o PT estão sendo vítimas de perseguição e sucessivos golpes

© REUTERS / Paulo Whitaker

O Partido dos Trabalhadores (PT) realiza nesta sexta-feira (15) um reunião de seu diretório nacional para tratar do julgamento do ex-presidente Lula, marcado para 24 de janeiro. O evento será aberto com palestra de Dilma Rousseff batizada de “A Terceira Fase do Golpe”.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, uma ala do partido defenderá no encontro a ausência da sigla na corrida presidencial caso Lula seja condenado em segunda instância – e o reforço do discurso de que o ex-presidente e o partido vêm sendo perseguidos e vítimas de seguidos golpes.

Continua depois da publicidade



O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) analisará o caso em que o petista foi condenado a nove anos e meio de prisão pelo juiz Sergio Moro por conta do triplex no Guarujá (SP).

Fonte: TRF-4