Um canil no município de Pinhais, região metropolitana de Curitiba (RMC), abrigava 18 cachorros das raças Shitzu e Yorkshire em condições insalubres e de maus-tratos

Divulgação/PCPR

Por meio de uma denúncia, a PCPR (Polícia Civil do Paraná) realizou na última quinta-feira (31), o resgate dos cães e autuou em flagrante pelo crime de maus-tratos aos animais uma mulher de 46 anos, responsável pelo local.

Os animais resgatados estavam com pouco peso e problemas na pele e dentários, sendo que o ambiente do canil não registrava proteção para os raios solares e também para a chuva. Os cães foram encaminhados para lares temporários, para que recebam os cuidados necessários para se recuperarem antes de serem destinados a adoção.

MUDANÇAS NA LEGISLAÇÃO

A Prefeitura de Curitiba sancionou em 2018, a Lei nº 15.282, que proibiu a criação comercial de animais na cidade. Com isso, a DPMA (Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente) da PCPR tem registrado aumento na recuperação de pets no município.

“Aconteceu que os canis foram afastados para a RMC e a Prefeitura de Pinhais verificou a possibilidade de fazer uma legislação igual e por isso foi firmada uma parceria com a Delegacia do Meio Ambiente. Foi dessa forma que recebemos a denúncia para o canil irregular e conseguimos recuperar os animais”, explicou Matheus Laiola, delegado da DPMA.

A parceria entre a Prefeitura de Pinhais e a Delegacia do Meio Ambiente também foi comemorada por Daniele Guimarães, uma das responsável pela Rede de Proteção Ambiental no município da região metropolitana de Curitiba.

“Temos uma equipe de fiscalização que recebe em média cinco denúncias por dia e vai a esses locais constatando os maus-tratos e realizando a autuação. Ter o apoio da DPMA é importante para dar respaldo ao trabalho dos fiscais”, analisou Guimarães.

Fonte: Paraná Portal

Gestor de SMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *